Doutor, estou deprimido?

depressãoDoutor, estou deprimido?

Não tão fácil de diagnosticar por médicos psiquiatras, psicanalistas e psicólogos, a depressão está ligada a múltiplos fatores, entre eles a diminuição dos níveis de Serotonina. Não se resume a apenas isto, mas nosso propósito é dar uma dica de prevenção e boa saúde.
Entenda:
serotoninaA Serotonina é um neurotransmissor encontrado em maior parte no nosso cérebro. Quimicamente a serotonina ou 5-hidroxitriptamina (5-HT) é produto da transformação do aminoácido L-Triptofano.
A falta de serotonina no organismo pode resultar transtornos do humor, ou transtornos afetivos, em carência de emoção racional, sentimentos de irritabilidade e menos valia, crises de choro, alterações do sono e uma série de outros problemas emocionais.
O triptofano, conhecido também como 5-HTP (5-hidroxitriptofano), é um nutriente precursor direto da serotonina.
Com moderação (alimentação bem balanceada) podemos ajudar a aumentar nossos níveis de serotonina. Alimentos ricos em triptofano:
  • • Leite e derivados (iogurte desnatado, queijo branco)
  • • Produtos a base de soja
  • • Carnes vermelhas magras, aves, principalmente peru, peixes e frutos do mar, principalmente salmão
  • • Grãos Integrais, arroz, arroz integral, biscoitos, massas integrais e aveia
  • • Leguminosas (feijões, lentilha, grão de bico)
  • • Frutas secas e tâmara
  • • Banana, pinha e abacate
  • • Ovos
  • • Nozes, castanhas e amendoim
  • • Sementes de gergelim e de girassol
  • • Água – estar sempre bem hidratado, sem sede.
Acrescentar, quando possível ao alimento, um carboidrato por vez, apenas (açúcar mascavo, ou mel, rapadura, cereais e farinhas integrais) Carboidratos: favorecem a passagem do triptofano pela barreira hemato-encefálica para convertê-lo em serotonina.
Outros alimentos que auxiliam a melhorar o humor:
  • Couve, nabo e rabanete
  • Melancia, mamão, limão, grapefruit, laranja e tangerina
  • Pimentão, pimenta, gengibre
  • Caqui e figo
  • Alface, escarola, alcachofra e chicória
  • Chocolate preto.
A depressão é uma doença que para descobrir envolve um tratamento que começa desde a consulta médica ou com psicólogo até a correta administração de medicamentos e sessões de psicoterapia. Se você tem ou acha que está com depressão, não perca tempo, procure um psicólogo ou o médico de sua confiança. Quanto mais cedo tratada a depressão, mais são as chances de ser curado e não ter recaídas.
Pesquisa e edição: Wanderson Nunes Ferreira, psicólogo de orientação junguiana, CRP 04/32403, com consultório em Divinópolis / MG, fone +55 (37) 9806-1971. e-mail de contato wanderson.psico@gmail.com

Luz solar gera felicidade, aponta pesquisa

Luz do sol interage com um neurotransmissor que afeta o humor dos humanos

 Luz do sol interage com um neurotransmissor que afeta o humor dos humanos.

Foi o que descobriram pesquisadores da Universidade de Viena, na Áustria, mostrando que o sol tem impacto sobre as taxas de suicídio no país. O artigo que trás a ligação curiosa entre os dois elementos foi publicado na revista JAMA Psychiatry.

Embora o estudo não seja suficiente para provar que a luz solar está provocando o aumento nas taxas de suicídios, a nova pesquisa  trás evidências a estudos anteriores sobre o tema e por seguinte, também, a dedução de que está relacionada a sensação de felicidade e bem-estar.

Os cientistas observaram diretamente o número de horas de todos os dias ensolarados entre 1970 e 2010, usando dados de 86 estações meteorológicas da Áustria para calcular o número de horas de sol por dia. Eles descobriram que cerca de 70.000 suicídios ocorreram nesse período.

Eles encontraram uma relação entre número de suicídios e horas de sol tanto no dia do ato quanto 10 dias antes da morte. Por outro lado, a luz do sol durante 14 a 60 dias antes parecia ter um “efeito protetor”, reduzindo a taxa de suicídio, segundo os pesquisadores.

Uma possível explicação para o fenômeno está no fato de que a luz interage com um neurotransmissor chamado serotonina, que afeta o humor, tanto em animais como em pessoas. Isto significa que a exposição à luz solar pode alterar os níveis de serotonina e influenciar comportamentos e emoções, como humor, impulsividade e agressividade, afirmaram os pesquisadores no estudo.

O que tudo indica com base em muitos estudos, a maior incidência de luz solar sobre os seres humanos produz maior sensação de prazer, satisfação e felicidade.

Países tropicais como o Brasil está melhor posicionado, embora haja suicídios, estes estão relacionados a outros fatores de risco tais como a qualidade de vida precária (estresse, baixa renda, falta de oportunidades igualitárias, crises, etc.) e transtornos de humor.

O papel decisivo, portanto, da influência solar, alerta nos de uma simples questão: Estamos nos distanciando da Natureza e com isso adoecendo mais.

Fonte: portal uol

Redação: Wanderson Nunes Ferreira, psicólogo crp 04/32403.

Psicólogo – Alguém que eu posso contar

O psicólogo

2014-01-15 19.08.48Curso regulamentado pelo MEC, o psicólogo é aquele profissional que cursou Psicologia em uma Instituição de Ensino Superior, as universidades públicas ou particulares. A Psicologia tem pouco mais que 130 anos e o psicólogo sempre foi um profissional associado a “médico de loucos”. De fato, a maior parte dos teóricos em Medicina (neurologia e psiquiatria) e Psicologia ocuparam-se em tornar compreensível as doenças mentais, numa época em que tais transtornos era diagnosticado como loucura e, assim, poder dar uma vida digna a estas pessoas.

Mas hoje a história é outra e o psicólogo está cada vez mais próximos das pessoas à serviço da sociedade como nunca antes. Embora ainda exista tais associações, o comum é que cada vez mais pessoas busquem ajuda psicoterapêutica, ou psicoterapia com um psicólogo para resolver da melhor maneira assuntos corriqueiros do cotidiano que requer uma alta dose de adaptação, autoconhecimento e capacidade para transformação.

Diante disto, hoje, o psicólogo, no Brasil, está inserido num contexto sócio-cultural de pessoas que sabem, cada vez mais, que este profissional é mais que um amigo que se pode contar, muito mais que alguém que se pode desabafar ou contar segredos. Muitas pessoas já buscam o auxílio de um psicólogo porque sabe, de alguma forma, que este profissional está altamente capacitado com técnicas e métodos científicos suficientes para analisar profundamente os sintomas de sofrimento e inadequação que as pessoas se queixam e, com o psicodiagnóstico, oferecer uma oportunidade única de melhora na qualidade de vida delas.

O psicólogo hoje auxilia não só pessoas, individualmente ou em grupos, ele está a serviço das empresas, hospitais, escolas, em todos os locais, prestando serviços para a justiça, trabalho, Detran, esporte, orfanatos, asilos, publicitários, TI, locais de desastres, entre outras infinidades de experiências humanas.

É comum se pensar no trabalho do psicólogo associado à queixas como:

– depressão,

– TOC,

– Síndrome de pânico,

– ansiedade,

– fobias,

– estresse,

– disfunções sexuais e de alimentação,

– crises de identidade e no casamento,

– entre outras síndromes comumente mais conhecidas.

Mas o psicólogo pode prestar muito mais serviços, entre eles:

– orientação para escolha profissional,

– recolocação no mercado de trabalho,

– orientação para pais,

– apoio em processos cirúrgicos no pré, durante e pós,

– auxílio para vivenciar e superar lutos como perdas de pessoas queridas, separações, mudança de residência, demissões,

– perspectivas para aposentados,

– readaptações com limitações físicas,

– perda de memória e atenção,

– estudos em grupo de sonhos,

– arteterapia,

– estudos de obras literárias que propõe desenvolvimento de potenciais humanos,

– formações culturais e pessoais que visam atualizar as pessoas para compreender e absorver diferentes culturas e pontos de vistas, contribuindo para a eliminação de preconceitos e discriminações,

– além de prestar serviço de carreira acadêmica como docente em universidades e

– outras séries de funções.

Como podemos ver, o psicólogo, hoje, pode auxiliá-lo a produzir os melhores meios para você lidar da melhor forma possível com seus problemas. Lidando da melhor forma com eles você deixa de sofrer, suporta e, muitas vezes, até supera totalmente a crise, estando pronto para amadurecer, assumir riscos e responsabilidades, estar mais motivado, alto autoestima e gozo do estado de felicidade. Isso é saúde mental.

Enfim, esta foi a nossa proposta neste artigo, muitas dúvidas ainda podem existir, mas esperamos ter explicado muitas delas.

Fique à vontade. Você pode entrar em contato conosco para maiores informações.